sábado, 28 de abril de 2007

Sovando os arreios.



Mais um desenho em papel canson e lápis 6B,
esse vem acompanhado de um trecho do poema
"De bota e bombacha" do poeta Mauro Moraes.

"Um sul de verade campeia em meus olhos
De bota e bombacha, montado a capricho
De alma amansada curtida da lida
Com a doma da encilha na ponta dos cascos...
Um sul de verdade galopa comigo
Sujeitando o pingo nas cambas do freio
Sovando os arreios nas léguas do pago
Reunindo o gado num pelado de rodeio..."

2 comentários:

Chimene disse...

é emocionante seu trabalho!e os detalhes entao,nem se fala!
meu vocabulario é muito pobre pra descrever tamanha perfeiçao!
Um abraço
Chimene

Anônimo disse...

Parabéns pelo teu trabalho guria.

Muito bons os teus desenhos